Procedimentos - https://maryanelourenco.com.br

Ir para o conteúdo

Menu principal:

Procedimentos

Drª Maryana R. Lourença de Lima -  Cirurgiã Dentista - CRO 42.570



Implantes - Substituição de dentes perdidos:

Com uso dos implantes a base de titâneo, é possível recuperar imediatamente um dente perdido o implante ficará aderido através de uma ósseo- integração. As vantagens de um implante são muitas, além de devolver a capacidade de mastigação ao paciente.



Próteses


Substituiçãos dos dentes naturais, por porcelanas fixas, próteses totais ou faciais.
As próteses fixas permitem devolver a antomia dos dentes perdidos, através do uso de porcelanas com ou sem metal, indicado para pacientes que tiveram perca de um  ou mais dentes. Já as proteses parciais, são indicadas para pacientes que tiveram perda de um número maior de dentes, que não desejam utilizar técnicas de implantes.



Aparelhos móveis e fixos.

O uso do aparelho móvel istimula o créscimento e movimentação óssea, ( ortopedia os maxilares ). Os aparelhos fixos tradicionais ou transparentes ( Brackets) aparelho ligual e palca de acrílico reposicionadoras promove a movimentação dos dentes.


 

Tratamento de canal

1- O tratamento de canal nos dentes é feito quando a polpa está infeccionada ou até mesmo morta. A polpa é um tecido que produz a dentina, material que forma a maior parte do dente. Ela pode infeccionar por causa de uma cárie profunda, fratura ou trinca no dente que permita a penetração de bactérias.

2- O dentista começa o trabalho usando instrumentos tradicionais, como a broca, para abrir um buraco no dente e ter acesso à polpa. Mesmo com a abertura, ele não enxerga todo o espaço em que vai atuar. Por isso, são tiradas várias radiografias para o dentista ir se guiando e não "passar do ponto" - atingindo a gengiva, por exemplo.

3- Com um instrumento chamado lima, a polpa é retirada. Depois disso, toda a cavidade ocupada por ela e os canais por onde passam os vasos sanguíneos que a alimentam são raspados e desinfetados. Sem a polpa, o dente não cresce mais. Por isso, os dentistas evitam tirar toda a polpa em crianças, arrancando apenas a parte infectada.

4- Para verificar se tudo foi de fato eliminado, o dentista tira mais radiografias. É que, se restar algum tecido infectado, as bactérias podem rapidamente se multiplicar e recomeçar a infecção. Se estiver tudo ok, o canal aberto dentro do dente é preenchido com cimento odontológico - material muitas vezes à base de hidróxido de cálcio.

5- Na etapa final é tapado o buraco na coroa, a parte mais externa do dente. A coroa é fechada com uma resina. Depois do tratamento, o dente perde a sensibilidade, pois é a polpa que abriga os nervos. Ainda assim, o paciente pode sentir levemente movimentos no local, pois a região que circunda as raízes não é afetada.


Aplicação de Toxina Botulínica na Odontologia

               
A proteína botulínica é amplamente conhecida por sua utilização cosmética para redução de rugas faciais. Sua principal aplicação é voltada ao uso terapêutico e, é efetiva para diversas desordens clínicas que envolvam atividade ou aumento do tônus muscular. A utilização dessa proteína purificada em procedimentos cosméticos só foi aprovada pela ANVISA no Brasil no ano 2000.

           A proteína botulínica é produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Há várias formas distintas desta neuroproteína, que vão desde o tipo A a G, sendo os mais comumente utilizados por razões terapêuticas: "Botox" (Allergan, inc, USA) é o nome comercial da proteína botulínica do tipo A, primeiramente aprovada para o uso cosmético e terapêutico, sendo o mais amplamente divulgado e muitas vezes aplicado como sinônimo do procedimento.

             Estudos científicos relatam que o cirurgião dentista por possuir conhecimento sobre as estruturas de cabeça e pescoço, pode tratar certas afecções da face e da cavidade oral de forma conservadora e segura com a aplicação da proteína botulínica, desde que possua treinamento específico e conhecimento sobre sua utilização.

ÁREAS DE ATUAÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA

ÁREAS DE ATUAÇÃO DO CIRURGIÃO-DENTISTA

Coadjuvante no tratamento da disfunção da ATM (Articulação Têmporo Mandibular) e dores faciais – a proteína relaxa a musculatura promovendo um alívio para dores faciais crônicas;
Dor de cabeça (alguns tipos de enxaqueca);
Bruxismo (ranger e/ou apertar os dentes);
Hipertrofias (aumento de volume) dos músculos masseter e temporal;
Sorriso gengival (exposição excessiva da gengiva ao sorrir);
Assimetria do sorriso;
Pré-operatório para cirurgias com implantes de carga imediata
.

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal